News Details

  • Home
  • Mídia Indoor: é possível inovar e chamar atenção para sua marca
26 de julho de 2021 paloma 0 Comments

Mídia Indoor: é possível inovar e chamar atenção para sua marca

Inovar é a palavra-chave para modificar as propostas de marketing de muitas empresas. Surpreender o consumidor com uma mensagem diferente ou em um momento no qual ele não estava esperando são objetivos que estão entre os desejos de muitas marcas e que trazem muitos retornos positivos.

Quais as vantagens da mídia indoor?

Segmentação

É inegável que a publicidade em locais fechados permite uma segmentação muito maior do público que receberá aquele conteúdo. Afinal, é possível analisar quem são as pessoas que frequentam diariamente o ambiente, com dados sobre idade, sexo, faixa de renda e preferências pessoais, por exemplo. Com essas informações é possível também estudar os comportamentos e preferências do público-alvo, entendendo que tipos de publicidade atingirão esse público de forma mais efetiva.

Essa é a chance de falar diretamente com quem interessa ao seu negócio. Por exemplo, se você possui uma empresa de produtos esportivos pode ser bem interessante realizar ações dentro de academias e complexos de esporte, pois você estará expondo a sua marca a um público extremamente direcionado.

Isso, é claro, se reverte em um aproveitamento melhor das verbas publicitárias. Ou seja, o retorno sobre o investimento tende a ser mais alto, já que você falará diretamente com pessoas que têm interesse em ouvir sobre a sua marca e seus produtos ou serviços e mais possivelmente se tornarão clientes.

Diversificação

Como dissemos no tópico anterior, a mídia indoor conta com uma gama de possibilidades de meios. Além dos tradicionais pôsteres e mídias gráficas, você também poderá investir em opções digitais.

Nessa modalidade, é possível desenvolver uma programação própria que utilize tanto conteúdo informativo como publicitário, aumentando o interesse e o envolvimento das pessoas, trazendo-as para mais perto da marca.

Interatividade

De maneira geral, a mídia indoor costuma ser mais interativa do que as tradicionais, já que permite o desenvolvimento de ações audiovisuais com movimento e conteúdos diferenciados, voltados especificamente para os objetivos da campanha.

Hoje, existe até a possibilidade de uso de recursos de inteligência artificial, capazes de modificar a programação veiculada de acordo com as características do ambiente (como mudanças no clima e na temperatura) ou com acontecimentos (como jogos esportivos e votações políticas).

Menor concorrência

Quando comparado a outros meios, a mídia indoor possui uma concorrência muito menor. Afinal, a quantidade de anunciantes em um mesmo espaço é relativamente pequena. Isso, é claro, favorece a exposição e a penetração da sua marca – tornando a publicidade indoor mais efetiva.

Mídia indoor digital ou tradicional: quais as diferenças?

Como você viu, a mídia indoor pode ser tanto tradicional como digital. A versão tradicional é aquela que já conhecemos há mais tempo, com displays e murais colocados em locais estratégicos, geralmente com moldura de metal e proteção de acrílico ou vidro, com a fixação de pôsteres e outros materiais gráficos.

Já as mídias digitais utilizam o que chamamos de “digital signage”, ou sinalização digital, com diversos meios como telões, TV’s de LCD, painéis de LED, totens, tablets etc.

Hoje esse formato é o mais disseminado no Brasil, principalmente graças às inúmeras possibilidades de interação e também de conteúdos possíveis de serem utilizados. 

O impacto visual da tecnologia traz um grande apelo para o público, além do som, do movimento e dos conteúdos mais atrativos.

Algumas possibilidades de uso da mídia digital são:

  • canal de entretenimento;
  • conteúdo informativo;
  • programação institucional;
  • promoções e ações de marketing.

O ideal é que a programação seja muito bem pensada e planejada, com um mix de conteúdos informativos e publicitários, despertando a atenção e o interesse das pessoas. A dica é usar os conteúdos informativos como “iscas” para atraírem a atenção do público e, então, divulgar seus produtos e serviços.

Como investir na mídia indoor e diferenciar minha marca?

Depois de entender melhor sobre a mídia indoor, está pensando em utilizá-la para divulgar sua empresa? Veja algumas orientações essenciais.

Planejamento

Como em qualquer ação publicitária, a mídia indoor deve ter um alinhamento estratégico e objetivos a serem alcançados.

Assim, em um primeiro momento, é essencial considerar: orçamento disponível, retorno esperado, objetivos com a ação (aumentar as vendas, fidelizar o público, melhorar o tráfego dentro das lojas etc.), capital de giro necessário para a manutenção das ações, métricas que serão usadas, entre outros pontos.

Público

É impossível falarmos em mídia indoor sem que a empresa conheça muito bem as pessoas que deseja atingir. Afinal, toda a estratégia, desde a escolha do local até a veiculação dos conteúdos, deverá ser focada nas características dessas pessoas.

Por isso, é fundamental fazer uma segmentação muito bem trabalhada do seu público, com características como: idade, renda, profissão, hábitos, entre outros dados. Dessa forma, você conseguirá entender o momento certo para realizar as intervenções e a maneira mais eficiente de transmitir sua mensagem.

Localização

Onde incluir a mídia indoor é outro ponto de importância ímpar nas estratégias. Afinal, é preciso garantir que a sua mensagem chegará até às pessoas que você deseja atrair.

Por isso, quanto mais conhecimento do seu público você tiver, mais fácil será pensar sobre seus hábitos de consumo e os locais que essas pessoas costumam trafegar.

Se a ideia é usar a mídia indoor no seu próprio estabelecimento, também é fundamental analisar quais são os pontos em que há maior fluxo de pessoas e onde elas estão mais predispostas a interagir com a sua propaganda.

Formato

Na sequência, analise o comportamento do seu público e as características da sua marca e do seu produto para entender qual formato será mais interessante aos objetivos da sua campanha.

Em uma sala de espera de um consultório, por exemplo, mídias tradicionais podem não funcionar tão bem como uma TV com conteúdo interativo e informativo, para ajudar a entreter o público durante a espera e ainda divulgar a sua marca.

Criatividade

Não adianta apenas focar no dinamismo da mídia indoor digital para capturar a atenção das pessoas. A criatividade continua sendo de extrema importância, garantindo um conteúdo de qualidade e mais identificação do público com a ação. Para isso, invista em um bom storytelling ou pense em formatos inovadores e ações que trabalhem com outros formatos, como a mídia online.

Tempo de exposição

Dependendo do local onde a mídia indoor estará, o tempo de exposição das mensagens precisará ser mais curto e sucinto. Então é necessário criar uma mensagem que seja impactante, criativa e muito fácil de ser assimilada.

Para os conteúdos informativos, essa premissa também é válida, pois nem sempre as pessoas estão interessadas e dispostas a prestar atenção na notícia inteira. É preciso pensar em ações rápidas, capazes de transmitir a mensagem e que chamem a atenção do público, sem saturá-los.

Fonte: https://www.tresmeios.com.br/blog/midia-indoor