News Details

  • Home
  • Os 6 Elementos de um Projeto de Mídia Indoor que Você Precisa Conhecer
2 de abril de 2020 Sarah 0 Comments

Os 6 Elementos de um Projeto de Mídia Indoor que Você Precisa Conhecer

Para os empreendedores que estão começando uma empresa de digital signage, ou para os interessados em uma das aplicações deste mercado que queiram iniciar um projeto de mídia indoor digital, é importante conhecer todos os elementos deste negócio.

Para os leigos, que não conhecem as especificidades do setor, é comum achar que esta é uma tarefa simples, afinal “é apenas uma TV tocando uma playlist de vídeos”. Na verdade, se estamos falando de uma aplicação profissional, é bem mais complicado do que isto.

Assim, para ter sucesso em um projeto de mídia indoor é necessário conhecer e entender antecipadamente todas as partes que compõem este negócio para evitar imprevistos e dores de cabeça futuramente.

Os 6 Elementos Chaves de um Projeto de Mídia Indoor

Separamos os principais elementos em 6 categorias. Seja em um projeto de apenas uma tela em sua loja, em sua clínica, em sua empresa, ou um projeto de 200 telas espalhadas pelo Brasil com programações diferentes, é sempre interessante pensar em cada um destes elementos e definir os responsáveis por cada um deles.

1 – Hardware

Aqui se enquadram todos os equipamentos do sistema, ou seja, a parte física do projeto. O hardware básico, em todos os casos, envolve as telas, os players, os suportes, o cabeamento e os equipamentos para conectar os players à internet, como modems e roteadores.

Telas podem ser de LCD, LED, plasma, TV, entre outros, mas é sempre aconselhável utilizar monitores LFD, que são profissionais e feitos especificamente para esta aplicação.

Players, que são os equipamentos que irão reproduzir as mídias nas telas, podem ser PC, mini-PC, players desenvolvidos especificamente para digital signage, Android players ou players embedded, que são reprodutores embutidos nos monitores LFD.

Além destes equipamentos básicos, dependendo de como for o projeto, também pode ser necessário equipamentos específicos para cada projeto. Um exemplo seria os extensores ou replicadores de vídeo, caso seja necessário enviar o sinal de vídeo para distâncias grandes ou exibi-lo em mais de uma tela, respectivamente.

Já em projetos de mídia outdoor, além de estruturas mais complexas de suportes para as telas, também será necessário proteger todos os equipamentos contra as ações do clima.

2 – Conectividade

Outro elemento essencial em um projeto de mídia indoor profissional é a conectividade de cada player com a internet. Neste mercado, trabalhar com as telas desconectadas é trabalhar no escuro.

Assim, com todos os players conectados à internet e utilizando um software de gerenciamento, você será capaz de monitorar seus pontos em tempo real, modificar e atualizar a programação de cada ponto e tudo isto feito remotamente.

3 – Software de Gerenciamento

Esta talvez seja a escolha mais importante de um projeto de mídia indoor.

O software de gerenciamento de suas telas será uma das principais ferramentas de operação diária de sua rede de digital signage. Por isso, é essencial estudar as opções do mercado e escolher a que mais se adapta às suas necessidades.

As funções básicas de um software de mídia indoor são:

  • Gerenciamento da programação – Através da criação de playlists, define-se a sequência dos conteúdos exibidos. Também é importante ter a opção de criar campanhas, onde mídias específicas são distribuídas na programação automaticamente, baseado no horário de início e fim e na quantidade de exibições da mídia no dia (campanhas é uma função essencial para um projeto de digital signage com modelo de negócios de venda de anúncios).
  • Armazenamento dos conteúdos – Também é responsabilidade do software de gerenciamento cuidar do armazenamento de todas os conteúdos de sua rede de digital signage, seja na nuvem ou em um servidor local, para posteriormente distribuir estes conteúdos para o armazenamento local dos players.
  • Monitoramento – O software receberá diversos dados dos players conectados à internet e exibirá para o operador. Alguns destes dados são: exibição dos conteúdos em tempo real de cada player, status de conectividade, dados do armazenamento local, situação dos downloads de novos conteúdos, entre outros.
  • Geração de relatórios – Esta é uma função fundamental para a comprovação de exibição de anúncios de clientes ou caso seja necessário uma auditoria dos conteúdos reproduzidos.
  • Criação de conteúdos – Outra função muito comum em um software de digital signage é uma ferramenta integrada de criação de conteúdos, com templates prontos e elementos gráficos disponíveis para facilitar esta produção.
criação de conteúdo

4 – Conteúdos

Em um projeto de mídia indoor, o conteúdo é a alma do negócio.

Hardware, software e conectividade são elementos que definirão a facilidade da operação e a escalabilidade da rede de digital signage, mas é o conteúdo que definirá o sucesso do projeto inteiro, afinal, ele é o produto entregue ao espectador.

Por isso, é essencial investir em conteúdo de qualidade em suas telas. Os conteúdos para este mercado são únicos, com várias especificidades. Não basta apenas reformatar mídias de campanhas impressas ou criadas para a TV aberta.

5 – Implantação

Outro fator que deve-se prestar a atenção é a instalação dos equipamentos nos pontos. Aqui a escolha do hardware se mostra importante.

Optar por monitores profissionais com suportes específicos irá facilitar a montagem, assim como a escolha dos players. Caso for um mini-PC, ou um Android player, considerar o tempo necessário para configurá-lo e deixá-lo pronto para o uso.

Pensar em como será o cabeamento necessário para conectar a energia da tela e do player, o cabo de vídeo e a conexão de internet. Escolha players que aceitam entrada de rede a cabo ou Wi-Fi para uma maior flexibilidade na instalação.

É importante sempre dar o treinamento adequado e disponibilizar a documentação necessária aos responsáveis pela implantação. Assim, evitam-se problemas nesta etapa do projeto.

6 – Operação

Uma vez que o hardware e o software já estão definidos e toda a instalação já foi feita, agora é a hora de cuidar do gerenciamento de sua rede de mídia indoor.

As principais tarefas deste passo são: monitoramento da rede, manutenção técnica dos pontos, geração de relatórios de exibição e atualização dos conteúdos de cada tela.

operação de digital signage

Bom, agora você já conhece os principais elementos que devem ser analisados e levados em conta na hora de tirar um projeto de mídia indoor do papel.

É importante conhecer cada um desses elementos e a relação entre eles para saber escolher os fornecedores e parceiros mais adequados para seu negócio.